Ordenar:

      O que são as atividades em altura?

      É considerado trabalho em altura todas as atividades executadas acima de 2 metros do nível inferior, onde possa ocorrer o risco de quedas durante a execução das atividades. 

      É uma atividade classificada como de alto risco, capaz de desencadear diversos tipos de acidentes, por isso deve ser exercida por profissionais qualificados, trajados pelos equipamentos de segurança individual corretos. 

      Qual é a NR responsável pelos trabalhos em altura?

      Para que o trabalho em altura seja realizado de maneira prática e segura, foram estabelecidas as medidas de controle de segurança do trabalho, popularmente conhecidas como Normas Regulamentadoras.

      Elas são as responsáveis por constatarem evidências de riscos, a fim de promover a proteção coletiva dos usuários através das normas de segurança. 

      A Norma Regulamentadora de nº 35 é a que retrata os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura.

      Essas condições englobam todo o planejamento, organização e execução das atividades, proporcionando segurança e preservando a saúde dos trabalhadores envolvidos.

      A NR 35 entrou em vigor em 2014 para estipular os melhores métodos de segurança a serem aplicadas nesses trabalhos, tanto para o empregador como para o trabalhador.

      O empregador deve certificar-se de que todas as medidas de proteção estabelecidas pela NR 35 sejam, de fato, implantadas, garantindo com que as atividades só sejam iniciadas depois que os trabalhadores estiverem trajados de equipamentos de segurança.

      O trabalhador deve zelar pela sua segurança e saúde, assim como de seus companheiros de trabalho e de outras pessoas que possam ser afetadas pela atividade.

      Também é de papel do trabalhador colaborar com as implantações da norma e cumprir todos os regulamentos de trabalho estabelecidos. 

      Atividade em altura
      Atividade em altura

      O que são os sistemas de ancoragem no trabalho em altura?

      Os sistemas de ancoragem podem ser reconhecidos como os sistemas responsáveis por disseminar a proteção, minimizando e retendo as quedas durante as atividades em altura.

      Esses sistemas são constituídos por dispositivos de segurança introduzidos diretamente nas estruturas utilizadas, na ancoragem estrutural, no dispositivo de ancoragem e no corpo do trabalhador.

      Como trabalhar com segurança em altura?

      Todo trabalho em altura deve ser realizado com o auxílio de equipamentos de proteção individual

      Mas para obter toda a segurança em altura, é preciso usufruir dos seguintes instrumentos de segurança:

      Cinturão tipo paraquedista ou paraquedista-abdominal

      O equipamento principal para realizar as atividades em altura com segurança e praticidade, é o cinto de segurança ou cinturão tipo paraquedista. 

      Além de proteger o usuário ele também garante com que o mesmo consiga se movimentar com mais facilidade e agilidade.

      Os cintos paraquedistas são confeccionados por fitas, fivelas de ajuste e de engate, além dos pontos de conexão e outros elementos.

      São equipamentos que oferecem conforto, segurança e a resistência necessária para inibir as quedas e para sustentar os trabalhadores de acordo com as suas necessidades.

      Para escolher um cinturão paraquedista é necessário determinar qual será a atividade praticada, para em seguida, realizar uma análise de risco e assim, encontrar a melhor opção. 

      O modelo de suspensão e movimentação, por exemplo, é o ideal para as atividades em espaços confinados, principalmente para o resgate de vítimas. 

      O espaço confinado pode ser entendido como qualquer área ou ambiente que não tenha sido projetado para a ocupação humana, oferecendo meios limitados de entrada e saída, em que a ventilação existente seja insuficiente para a permanência humana.

      Os cintos paraquedistas podem carregar até 5 pontos de conexão ou de ancoragem: na região peitoral, dorsal, do ventre, dos ombros e/ou na linha abdominal. 

      A função principal do cinto paraquedista é criar pontos de conexão, a fim de distribuir, minimizar e reter todo o impacto provocado por uma queda.

      Ao efetuar a busca pelo cinto paraquedista ideal, é preciso atentar-se a quantidade de argolas e ao material. É sempre melhor optar pelos modelos acolchoados para obter maior conforto.

      Atividade em altura
      Atividade em altura

      Talabarte

      O talabarte também é um instrumento de segurança indispensável durante as atividades em altura.

      É um elemento de ligação que pode ser regulável ou não, sendo capaz de sustentar, posicionar e/ou limitar a movimentação do trabalhador durante os processos.

      A principal função de um talabarte é assegurar a retenção de quedas em movimentação vertical e horizontal, dissipando a carga de choque que surge durante a desaceleração da queda.

      Os talabartes podem ser simples, duplos e de posicionamento, variando de acordo com o material, design e tamanho, sendo apropriados para suprir as mais diversificadas necessidades do setor.

      Os equipamentos estão disponíveis em fita ou com alma de aço, podendo ser simples ou com absorvedor, entre outros modelos.

      Trava-quedas

      O trava-quedas é um dispositivo de ligação para proteger o usuário contra quedas em operações com movimentação vertical ou horizontal, estando conectado no cinturão de segurança.

      Estão disponíveis em opção retrátil em cabo de aço, retrátil em fita, em trava-quedas dobradiça e outros modelos.

      O instrumento é a solução perfeita para oferecer deslocamento vertical e para acompanhar o trabalhador em elevação e descensão.

      Pensando no quesito segurança, o trava-quedas desempenha um papel excelente, pois além de oferecer melhor deslocamento, também acompanha travas automáticas em caso de quedas. 

      Linha de vida

      A linha de vida consiste na instalação de um cabo de aço ou de uma corda no mosquetão do cinturão de segurança para proteger o trabalhador em caso de quedas.

      O equipamento deve ser instalado em pontos de ancoragem previamente dimensionados, para garantir a proteção dos profissionais que trabalham em andaimes, plataformas, escadas e outros locais altos. 

      Agora só falta escolher os seus equipamentos de segurança para altura! 

      Atividade em altura

      Fique Ligado!